Entendendo o Ano Novo Chinês: 2 – Origem e História

Ano Novo Chinês 2: Origem e História

À medida que nos aprofundamos na exploração do Ano Novo Chinês, é crucial entender suas raízes históricas e o rico mosaico de tradições que moldaram este festival tão querido. O Ano Novo Chinês, com sua mistura de mitologia, práticas culturais e significado astrológico, oferece um vislumbre fascinante da antiga civilização chinesa. 

Início na Antiguidade

As origens do Ano Novo Chinês remontam à Dinastia Shang (aproximadamente 1600–1046 a.C.), evoluindo dos rituais realizados no final do ano velho e no início do ano novo. Esses ritos estavam profundamente entrelaçados com a necessidade da sociedade agrária de se despedir do passado e rezar por uma colheita farta. 

Histórias Mitológicas: A Lenda de Nián

Nian - Chinese New Year mythological beast
Nián – Uma Besta mitológica do Ano Novo Chinês

Central para a mitologia do Ano Novo Chinês é a lenda de Nián (, literalmente significando “ano”), uma besta feroz que se acreditava atacar os aldeões na véspera de Ano Novo. Para se protegerem, os aldeões descobriram que barulhos altos, luzes brilhantes e a cor vermelha repeliam Nián. Esta lenda é a fundação de muitos costumes de Ano Novo, como soltar fogos de artifício e decorar as casas em vermelho

Influência Imperial e Evolução

Ao longo da era dinástica da China, a celebração do Ano Novo se desenvolveu e expandiu. A Dinastia Qing (1644–1912), por exemplo, viu o festival se tornar uma ocasião mais elaborada com a incorporação de práticas como honrar a divindade celestial e os ancestrais. 

Um Festival para o Povo

Com o tempo, o Ano Novo Chinês, muitas vezes abreviado como ANC, transformou-se de um festival predominantemente agrário para uma celebração mais inclusiva. Tornou-se um momento para as famílias se reunirem, festas serem compartilhadas e dívidas serem quitadas. Essa mudança refletiu a dinâmica mutante da sociedade chinesa e a importância dos valores familiares. 

Significado Cultural

O significado do festival transcende a mera celebração; é um momento de renovação, reflexão e novos começos. Temas de boa sorte, felicidade, riqueza e longevidade são onipresentes, vistos em cada ritual e símbolo associado ao Ano Novo. 

Tradições Contínuas

Ao concluirmos esta publicação, somos lembrados do poder do Ano Novo Chinês de nos conectar ao passado enquanto olhamos para o futuro.

No nosso próximo post, mergulharemos no mundo encantador do Zodíaco Chinês e as histórias por trás dos 12 animais que desempenham um papel fundamental nas celebrações, estabelecendo a base para uma compreensão mais profunda deste festival extraordinário.

Atenciosamente (保拳礼, Bǎo Quán Lǐ),

Shifu Roberto Baptista 

Scroll to Top